sexta-feira, 22 de setembro de 2006

E porque hoje é o casamento da minha melhor Amiga...

Para Voçê, Com Carinho.

"Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade
que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite
que o objecto dela se divida em outros afectos, enquanto o amor tem
intrínseco o ciúme, que não admite rivalidade.
E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido
todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os
meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o
quanto a minha vida depende de suas existências...
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.
Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer
o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.
Muitos deles lendo esta crônica e não sabem que estão
incluídos na sagrada relação de meus amigos.
Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não
declare e não os procure.
E às vezes, quando os procuro, noto que eles não têm noção de
como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu
equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu,
tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto
pela vida.
Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado
Se todos eles morrerem, eu desabo!
Por isso é que,sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.
E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida
ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes, megulho em pensamentos sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma
lágrima por não estarem junto a mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da
vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando
comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e,
principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que
são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os."

(Vinícus de Moraes)



Não podia estar mais certo "Vinícius de Moraes" quando escreveu esta crônica.

Que o dia de hoje seja o primeiro de muitos dias cheios de alegria, amor, paixão, amizade, harmonia, felicidade ao lado do teu Jay e da baby que vem a caminho.

Amo-te muito amiga :)




A despedida de solteira mais "chorona" que vi na minha vida :))

Comentários:
se tu o dizes.

boa festa.
 
Mas chorar porquê? Quando se celebra a amizade há razões para tudo menos para chorar! E ainda por cima com um "Bouquet" de meninas tão agradáveis ás vistinhas!!!

eheheh!!! Fica bem,minha Amiga!

Saudações infernais!
 
Francis,

Pois é mesmo!!!

Beijos e bom fim de semana :)
 
Belzebu,

Amigo a malta chora de alegria ahahah

Já viste um bando de mulheres aos prantos porque a outra se vai casar, tudo uma cambada de loucas.

Beijos e bom fim de semana
 
Oi:)
Essa crónica de Vinícius é conhecida e muito certa.
Tudo de bom para a tua amiga, deseja uma solteirona convicta. gargalhadas:))))
beijos
 
Tuché,
Amigas como tu valem a pena, é o que eu digo.
Um beijo.
 
E inda nem casou...lololol...bom dia, bcasamento. Bjinhos.
 
Wind,

Eu tb dizia que nunca iria casar e esta minha amiga tb, e olha do meu só posso dizer que adorei, o da minha amiga foi lindo :)

Obrigada e beijo
 
Alien8,

Deixas-me rosada na cara :)))

Obrigado amigo
 
Sabr,

Já casou amigo e digo-te que foi uma cerimónia simplesmente maravilhosa.

Aquele beijo :))
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]

GOSTO DE VISITAR
Arquivos
A ANINHA GOSTA DE OUVIR: Counter
Free Counter